Se você acompanha os sites de kpop (All Kpop) ou os sites BR (traduções de notícias do All Kpop), já devem saber que a Soyul do Crayon Pop (que ao que tudo indica tecnicamente não acabou) está grávida … e o filho deve chegar nas próximas semanas.

Isso explica “TEORICAMENTE” as notícias de depressão no ano passado, o afastamento do grupo e o casamento surpresa que aconteceu. Ok legal, desejo felicidades pra ela, seu filho e seu marido.

Porém o que quero falar aqui é sobre o problema da cultura das “idols”, e a nossa “culpa” nisso tudo.

As empresas são as vilãs?

É comum você ver por ai pessoas detonando e criticando as empresas por explorarem seus idols inocentes que só querem produzir músicas pra seus fãs. Gente acorda, é tudo dinheiro. Ninguém é inocente ali, elas poderiam estar estudando por exemplo, então é uma troca, a fama (ou a busca dela) em troca de profissionais que vão fazer isso se tornar mais próximo (mesmo que sim, aja uma “escravização” ali).

Mas como eu digo, não são obrigadas, assinaram o contrato por que quiseram, mas as empresas não estão sozinhas nisso, você provavelmente também tem culpa.

COMPLETO PRA ESSA PARTE POIS TEM GENTE QUE NÃO ENTENDEU.

Não estou dizendo que as empresas não tem culpa e muito menos “vitimizando” as empresas, muito pelo contrário, empresas de qualquer lugar do mundo usam e abusam de seus artistas (a Disney faz isso também).

O que eu quero propor na discussão pode ser resumido nesta frase: “todo mundo faz a roda girar, uns mais outros menos, mas todos giram”.

Espero que tenha ficado claro que não estou pra defender empresa, mas também não vou colocar em um idols em um patamar de deuses.

A cultura das idols e a “mentira” vendida pelo kpop

Todos sabemos que a cultura pop coreana (a japonesa ainda mais, mas o foco aqui é a Coreia do “bem”) vende seus idols como sendo os ideais de beleza, comportamento, etc. O kpop faz isso, os doramas fazem isso (os filmes mostram mais a realidade diga-se),  e sabe porque eles fazem isso? Porque vende. E advinha quem financia isso? Você.

Entende que é um ciclo e que todos fazemos parte dele?

Alguns fãs, netizens ou como eu gosto de dizer capopeiros, não as enxergam como pessoas, mas sim como objetos de adoração, que devem ser puras e intocáveis (mas que se fossem um homem seria vangloriado como o comelão).

Entre no post desses sites e você vai perceber o chorume dos comentários, dizendo que é um absurdo ela estar grávida, que só se casou por causa disso, etc. E ai eu te pergunto e daí?

Amigos, ela já tem 26 anos, adulta, provavelmente bem sucedida financeiramente (se sim, não foi “explorada” com a PERMISSÃO da sua agência) e olha só que maneiro, ela transa, e deve gostar disso.

PS: Passe a ver seus idols como pessoas, como profissionais que estão lá executando o seu trabalho … parem de idealizar algo que não existe, curta mais e surte menos.

E faça como a Soyul, transe mais (com camisinha) é legal.

View post on imgur.com

  • Ajoo

    Como não sou fã do Crayon Pop e conheço pouco delas não sei o que aconteceu, mas falarei sobre o post que você fez.

    Não entendo bem o ponto que você quer chegar com esse texto, onde você vitimiza as empresas e culpabiliza os Idols que são as principais vítimas desse sistema ilusório que é ser K-idol. Seu texto se embasa na famosa ideia de “aceitou ser artista agora aguenta as consequências” ou “se não quer que invadam sua vida pessoal, por que quis ser artista?”, o que é uma visão completamente errada, vendo que ninguém é obrigado a ter sua intimidade exposta ou ser escravizado por esse sistema ordinário e capitalista.

    Em seu texto você diz o seguinte: “ninguém é inocente ali, elas poderiam estar estudando por exemplo, então é uma troca, a fama (ou a busca dela) em troca de profissionais que vão fazer isso se tornar mais próximo (mesmo que sim, aja uma “escravização” ali).”

    Todos ali estudam ou estudaram, ensino superior é para pessoas que possuem um futuro planejado, que já sabem o que querem e/ou que sonham em seguir uma determinada área, o que não é o caso da maioria dos Idols, que tem o sonho de ser um cantor, um ator, apresentador, etc.

    A culpa é SIM das gravadoras por que elas se aproveitam do fato de estarem em um país pequeno, onde os artistas não conseguem visibilidade fora e não podem buscar essa fama, proporcionada por eles, em outro lugar. As empresas usam do poder que tem para fazer do artista, que sonha em fazer arte, um simples fantoche midiático, que poderá ser descartado a qualquer momento, principalmente se for contra qualquer coisa imposta pela empresa.

    Eles não são obrigados a assinar um contrato, como também não são obrigados a trabalhar HORAS por dia, adquirindo vários problemas de saúde e muitas vezes tendo que se afastar do grupo para se “curar”.

    Como na Coréia não existe empresas estrangeiras que consigam bater de frente com as nacionais, eles se aproveitam disso e usam o fato de que existem MILHARES de pessoas querendo ser Idols para pressionar e intimidar os artistas, por isso temos INUMEROS casos de processos contra empresas, depressão, afastamento e desligamento de empresas coreanas.

    É muito impensado falar que a culpa do que acontece com os Idols é deles, se ponha no lugar deles, você sonha em ser artista e a UNICA forma de ser é entrando em uma dessas empresas, você tem a chance, você vai largar pra virar uma professora de ciências que você não quer ser? ou você vai tentar entrar no meio artístico, que é o seu sonho?

    As consequências vem depois, por isso a maioria dos artistas que se desligam das empresas somem, é tão desgastante que a maioria nem pensa mais em ser cantor, fica no máximo fazendo trabalhos de modelo, MC e fazendo alguns doramas.

    ~ Sobre o segundo texto ~

    Novamente digo que a culpa é em grande parte das gravadoras e da própria sociedade coreana, não apenas dos fãs.

    Quem vende que elas precisam ser puras e inocentes até o fim da vida é a gravadora, elas que se submetem aos caprichos sociais coreanos e forçam pessoas de 30 anos a cantarem musica de criança e agirem como criança, não podendo namorar, fazer sexo e qualquer coisa relacionada ao sexo oposto por medo de perder os louros no fim do mês.

    E choro de fã por gravidez tem em qualquer fandom, não precisa ser coreano, a questão é o que as empresas vendem como imagem, todos sabemos que Idols tem clausulas contratuais que impedem namoros, sexo, etc… o que força ainda mais os fãs em acharem que podem reclamam quando eles fazem isso, se as empresas, que são GIGANTES, não aceitassem toda essa palhaçada e deixassem os artistas livres, quem sabe os fãs coreanos não paravam de frescura quando se trata de relacionamento.

    • Entendo o seu ponto (concordo em algumas partes), talvez o texto não tenha sido muito claro.

      O que eu quis dizer com o texto está no texto, ninguém é santo ali. Nem quem produz, nem quer participa e nem quem consome. Só isso xD

      Todo mundo faz a roda girar, uns mais outros menos, mas todos giram.

      PS: Obrigado pelo seu comentário, era isso mesmo que eu queria gerar com o texto uma discussão saudades sobre o assunto xD

  • Thamires Dias

    Gente amei esse post

  • Erica Carol

    Parabéns muitos precisão se conscientizar disso tudo verdade