Pois é meus amigos, essa não é a primeira e nem a última vez que venho dizer aqui pra vocês que a China vai mudar o cinema (já está mudando na verdade), mas desta vez a mudança pode ser ainda maior.

Não é segredo pra ninguém que depois do mercado doméstico (no caso estou falando do cinema americano), a China é o mercado mais valioso pro cinema (em vários casos os filmes rendem mais dinheiro lá).

Tá e daí?

Acontece que o SAPPRFT (The State Administration of Press, Publication, Radio, Film and Television) um órgão que regula a arte na China, disse que filmes que “pregam o estilo de vida ocidental” vão ter cada vez mais dificuldade de passar por lá.

Outra recomendação é que programas de TV (você pode não aceitar, mas tv ainda é a mídia mais relevante do mundo), não coloquem bilionários ou celebridades da internet em pedestais de rei e nem façam sensacionalismo (o que na verdade eu acho correto rs, mas arte não devia ser censurada).

SinoReceba meus novos posts direto no seu desktop ativando as notificações no sininho ali do lado direito (e pode ficar de boa, não farei spam xD).

Tá e daí 2?

Como disse antes a China é um mercado muito importante pros americanos, e todos nós sabemos que os americanos usam seus filmes para mostrar um ideal de vida ocidental, o famoso “sonho americano”.

Então agora eles estão em um impasse, mudar seus filmes para lucrar mais, ou manter a sua “doutrinação” mesmo ganhando menos? Ou estamos a um ponto de termos duas gigantes industrias do cinema?

Na verdade esse é um assunto muito complexo que daria um texto gigantesco, então estou preparando um vídeo especial onde falo como a China vai mudar o cinema, os americanos querendo ou não.